13 de fev de 2009

SOBRE VIAJAR SOZINHO SOZINHA

Este tipo de viagem é para qualquer um que goste de um desafio, ou que precise de um.

Quando você viaja de excursão, a única coisa que você faz é ver os diversos pacotes, escolher o um deles, pagar e arrumar sua mala!

A viagem de excursão é opção para quem:
-acha que não sabe viajar só,
- não gosta de viajar só,
- não faz questão de conhecer muitos lugares,
- não quer se cansar de forma alguma,
- gosta de viajar em grupo,
- acha que sai mais barato,
- acha os hotéis onde se hospeda o máximo,
- tem um guia para auxiliá-lo e para contar tudo sobre os locais que visitar,
- ou simplesmente não quer ter trabalho, porque "já basta ter que administrar a vida".

A viagem econômica, por conta própria, é opção àquele:
- que tem férias desencontradas com colegas, esposo(a), quem quer que seja,
- não pode gastar muito, ou não quer gastar muito,
- não se importa se viaja só,
- quer experimentar viajar só,
- não gosta de seguir roteiros determinados,
- gosta de se aventurar,
- quer ter mais contato com as pessoas dos locais para onde vai,
- fica no hotel só para dormir (quando dorme) ,
- quer uma experiência totalmente nova em sua vida.

Viajar só requer alguns cuidados, principalmente para as mulheres.
- Não vá explorar as cidades tarde na noite, dar trela para qualquer pessoa só para exercitar a língua que se fala na região;
- Se alguém vier para cima de você e você considerá-la estranha, já invente que tem pessoas lhe esperando no albergue ou onde quer que seja e vá embora;
- Não ande muito atraente, com roupas que marquem sua silhueta, principalmente se você for voluptuosa; Sempre entre em contato com sua família para que fiquem sossegados sabendo que tudo está bem com você;
- Faça amizade com as pessoas de seu quarto no albergue e na recepção para que sintam sua falta. Você poderá até dizer, em uma conversa informal, para onde irá no dia. Muita gente é curiosa e preocupada. Se algo indesejável acontecer, o que não é comum, logo será de conhecimento dos outros;
Os maiores temores:
"Vou me perder!" - Que vai se perder o que! Ande sempre com mapa da cidade. De preferência mapinha turístico que você consegue em estações de trem, ônibus, aeroporto, nos Centros e Informações Turísticas. Foque num ponto turístico e quando achar que está perdido siga para ele. Pronto! Você já se encontrou. Também ande com o endereço do local onde está hospedado.
"As pessoas não vão me entender" - Bom, até aí, até aqui tem vezes que não entendemos o que o outro está falando, então, se você não coinsegue se fazer entender com palavras, faça mímica, mostre o caminho em um papel. Ah, vai ser bem divertido e talvez você se descubra um grande comunicador por meio de gestos.
"Vão me maltratar porque sou estrangeira e ainda mais não falo a lingua" - É. Pode acontecer. Mas é muito, mas muito mais provável que não aconteça e uma das coisas que se deve fazer para evitar um problema destes é ser gentil, humilde e saber mirar a pessoa certa para se comunicar.
"Como eu vou pedir informações?" Peça para um viajante mesmo(que possivelmente falará pelo menos o inglês, ou espanhol), para um policial, vá até um Centro de Informações Turísticas. Jovens sozinhos tendem a ser respeitosos e muitos falam também o inglês. Quem sabe podem ajudar? Idosos podem saber o caminho, mas falar apenas a língua local. E muitos podem se "retar" por você não entender.

Viajar só não quer dizer que você ficará só o tempo todo. É muito provável que você já esteja acompanhado no avião. E se você estiver tenso, certamente será você quem iniciará uma conversa. Se você era tímido, já começou a mudar seu comportamento. Pessoas gostam de conversar, ainda mais em período de férias, lazer. Então, quando chegar no albergue, o recepcionista já vai fazer amizade e você terá alguém para se apoiar, para dar um olá, ou dizer algumas palavras no dia.
Sabe, é uma opção o mochilão. Escolher ficar em albergue com várias pessoas, ou acampar, ou couchsurfing, fazer sua própria comida, tentar se viara sozinho e com economia, pegar caronas... É um estilo muito marcante na vida. Mas o importante mesmo é viajar! De qualquer jeito.

Quanto a viajar só ou acompanhado, no que se refere a "alguém para dividir os sonhos" acaba sendo a mesma coisa porque sempre aparece alguém, geralmente muito legal, que vai querer saber de sua jornada. Então, você nunca está sozinho no final. Nem que queira...



V for Verônica

Nenhum comentário:

Postar um comentário